Museu de Transportes e a Londres Escondida

Marty McFly e Emmett “Doc” Brown são dois personagens marcantes da série de filmes de sucesso estrondoso “De Volta para o Futuro” que conta a história de dois viajantes do tempo tentando corrigir alguns aspectos de sua história e vida viajando por décadas e até séculos. Um dos aspectos interessantes da trilogia é ver o desenvolvimento da cidade norte-americana de Hill Valley na Califórnia, de pequena vila em 1885, passando pelo desenvolvimento dos subúrbios em 1955, desenvolvimento urbano e automobilístico em 1985 e futurista em 2015 com carros e skates voadores. 

Enquanto Marty tentava salvar a vida amorosa de seu pai em 1955, Londres vivia a expectativa da abertura de novas linhas, depois da 2a Guerra. Foto: https://www.backtothefuture.com/

No Museu dos Transportes de Londres, é possível conhecer e reconhecer o desenvolvimento da cidade pelo prisma da locomoção e transporte urbano da mesma maneira, sem a necessidade de um DeLorean. No miolo central de Covent Garden, você acessa encontra o prédio de três andares e um galpão enorme – que outrora foi um dos maiores mercados de hortifruti e flores da cidade, uma espécie de CEAGESP – que abriga além de veículos originais dos séculos XIX e XX, histórias completas do desenvolvimento do transporte na cidade em todos os modais até os dias de hoje.

Covent Garden, onde comer e se divertir é moleza.
Galpão que abriga o andar térreo do museu chegou a ser o maior mercado de hortifrúti e flores da cidade.

Sendo um museu adequado para todas as idades, o Museu dos Transportes de Londres mescla muito bem o conteúdo visual, textual, sensorial e interativo – com a densidade de informações na medida que faz um detalhista ter que olhar pro relógio para não ficar uma manhã inteira apenas no primeiro setor. Há também projeções em relação ao futuro do sistema de transporte na cidade e convite às crianças a trabalhar neste, como “sonhadores”, “planejadores” ou “resolvedores”. Por fim, é interessante notar que os curadores do museu não deixaram de trazer à baila importantes discussões como as condições de trabalhadores, o financiamento do sistema de transporte e a imigração. O único ponto negativo é a falta de indicação no fluxo, uma vez que os totens numerados não são tão claros quanto o esperado.

Única locomotiva que sobrou do metrô mais antigo do mundo, o Metropolitan Railway.
Tecido característico, acolchoado ainda macio e preços de trem pra França bons demais para serem atuais.

É no Tour “Londres Escondida” (ou Hidden London Tour) que a viagem no tempo ganha novos contornos. Afinal, uma visita a um museu é sempre uma visita ao passado e se depender apenas desta, o primeiro parágrafo desse texto se torna uma imensa perda de tempo. Como o sistema de transportes é de uma complexidade tremenda, é de se esperar que algumas estações e túneis de pedestres ou trens sejam desativados eventualmente. Pois a competente equipe do Museu criou uma série de visitas em 12 estações diferentes mostrando esses túneis, estações e corredores desativadas.

Túneis, escuros, com diversas funcionalidades, ventilação, trilhos, trânsito de pedestres.

Na visita à estação de Euston, além de ouvir histórias e anedotas sobre o sistema de transporte – como a da estação de cobrança intermediária que ficava na divisa entre dois túneis operados por duas empresas distintas -, você estará percorrendo corredores de décadas passadas, com pôsteres de publicidade reais da época abaixo e acima dos tradicionais ladrilhos do metrô, que já nas primeiras décadas do século XX, com pares de cores únicos para cada estação, corriam junto aos transeuntes nas paredes. O tour é guiado por funcionários do Museu, em inglês.

Corredores que te transportam ao lançamento de grandes sucessos do cinema mundial. Ou a um anúncio de xarope pra tosse.

Como mencionado acima, o Museu dos Transportes de Londres fica em Covent Garden e é um passeio que combina muito bem com uma visita ao distrito famoso por sua vasta disponibilidade de ofertas de compras e entretenimento. O valor da entrada para adultos (acima de 18 anos) é 21 libras ou o equivalente a 135 reais e o ingresso é gratuito para jovens de 17 anos ou menos. No entanto, é necessário reservar os ingressos (mesmo gratuitos) previamente e os menores de 12 anos precisam estar acompanhados de um adulto. Já os tours Hidden London ocorrem pela cidade toda em uma das 12 estações onde ele estão disponíveis e tem preços variando entre £20 e £52,50, dependendo da estação. Em Euston, o valor é de 44 libras, o equivalente a 270 reais. Para todos os tours, jovens de 17 e menores pagam um pouco menos. 

Os dois passeios tem um investimento alto, mas que compensa.

As informações acima, incluindo equivalência de câmbio em real, são referentes ao verão do hemisfério norte de 2022, portanto é desejável conferir se ainda valem na altura da leitura do texto. Os valores atualizados, a listagem de todos os tours Hidden London e disponibilidade de datas destas podem ser encontradas no site oficial do museu: https://www.ltmuseum.co.uk/


4 comentários sobre “Museu de Transportes e a Londres Escondida

Deixe sugestões e/ou comentários :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s