Um dia na Bósnia e Herzegovina. Roteiro de carro saindo de Dubrovnik, na Croácia para Mostar.

Por Mariana Piana (do Sul)

Visitei a Bosnia Herzegovina recentemente (2018) e em pouco tempo pude vivenciar uma das experiências mais marcantes da minha vida, um lugar que até pouco tempo atras, mais exatamente 25 anos, vivia em guerra, hoje busca se reerguer atraves do turismo com lugares lindissimos, população hospitaleira, muita cultura e comidas deliciosas.

Alías, antes deixa eu contar algumas curiosidades sobre o país pra vocês!

  • É um pequeno país da antiga Iugoslávia, que faz fronteira com a SérviaCroácia e Montenegro.
  • Durante os anos de 1992 a 1995, o país foi palco dos mais violentos conflitos de fragmentação do território iugoslavo. Os confrontos provocaram cerca de 200 mil mortes e aproximadamente 2,5 milhões de refugiados.
  • Dentro da Bósnia-Herzegovina existe uma região que se auto denomina independente, a  República Servia da Bosnia (Sperska).
  • Religião: Islamismo 60%, cristianismo 35% (ortodoxos 17,6%, católicos 17,2%, outros 0,2%), sem religião e ateísmo 5%.

bósnia-e-herzegovina-mapa-37148322

VAMOS AO ROTEIRO DE UM DIA PELA BOSNIA HERZEGOVINA:

Acordamos bem cedo (tipo 06h) em Dubrovnik, na Croácia, colocamos as malas no carro alugado e indicamos no GPS “Pocitelj” como destino. Este foi a nossa primeira parada na grande aventura pela Bosnia Herzegovina. Para chegar lá existem dois caminhos, um por Neum, a única cidade litoranea do País, com diversos resorts OU por Trebinje, no extremo sul do País. Decidimos ir por Trebinje, o que faria com que dirigissemos mais tempo pela Bosnia Herzegovina. O caminho de Dubrovnik até Pocitelj durou 2h30min e passamos por lindas paisagens!

Fronteira entre Croácia e Bosnia Herzegovina. Os bósnios usam ambos os alfabetos, o latino e o cirílico, com o latino sendo usado no cotidiano. É notável dentre as variedades do servo-croata o número de palavras emprestadas do árabe, turco otomano e do persa, principalmente devido a interação da língua com estas culturas através das ligações com o Islã.
Fronteira entre Croácia e Bosnia Herzegovina. Os bósnios usam ambos os alfabetos, o latino e o cirílico, com o latino sendo usado no cotidiano. É notável dentre as variedades do servo-croata o número de palavras emprestadas do árabe, turco otomano e do persa, principalmente devido a interação da língua com estas culturas através das ligações com o Islã.
Dirigir na Bosnia Herzegovina - Achamos seguro e com ótimas estradas
Dirigir na Bosnia Herzegovina – Achamos seguro e com ótimas estradas

Atenção: Para alugar carro nos balcãs, é solicitado uma “carta-verde” que assegura o carro de diversas situações, eles nos cobraram essa carta em todas as fronteiras. Nas fronteiras tambem é solicitado passaporte e você primeiro passa na imigração da Croacia e apos 100 metros esta a imigração da Bosnia Herzegovina. Ou seja, são dois carimbos para entrar e dois para sair do país!

1º PARADA: POCITELJ (chegada as 09h30 e saída as 10h30)

A pequena Vila de Počitelj esta a apenas 30km de Mostar e fica na na cidade de Čapljina, às margens do verde esmeralda Rio Neretva. A vila foi durante a Idade Média um importante centro administrativo e político e hoje é considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Ela é pequena e uma para de uma hora é suficiente para desbravá-la!

Até os eventos de guerra (ate 1990) a vila manteve a aparência intocada de uma antiga cidade muçulmana do século 16 ao 17, uma mistura interessante de influências do Oriente e do Mediterrâneo (medieval e império otomano). Foi um dos lugares mais charmosos desta parte da antiga Iugoslávia.

É também conhecida como “Cidade da Pedra”.  As ruelas e casas de pedras ainda guardam a sua volta alguns resquícios da muralha que cercava o vilarejo entre os séculos XVI e XVIII.  A guerra da Bosnia colocou a cidade na lista de patrimônios ameaçados e o governo lançou um programa de investimento e  reconstrução nos últimos anos.

O que ver em POCITELJ?

Você verá heranças do período em que esteve sob influência do Império Otomano, como:

  • a linda Mesquita Šišman Ibrahim Pasa (séc. XVI) e a medresa Šišman Ibrahim-pašina (escola muçulmana), ambas abertas à visitação.
  • Sahat Kula é outro ponto importante da vila. Se trata de uma torre de relógio do século XVII e que era parte inerente das comunidades muçulmanas. A torre é caracterizada por elementos distintivos do edifício do Mediterrâneo.
  • E por fim, você podera ver as Hamam, o local para os famosos banhos turcos foram construídos no século XVII.
Hamam, os banhos turcos em Pocitelj - Bosnia Herzegovina
Hamam, os banhos turcos em Pocitelj – Bosnia Herzegovina
Mesquita Šišman Ibrahim Pasa  em Pocitelj - Bosnia Herzegovina
Mesquita Šišman Ibrahim Pasa  em Pocitelj – Bosnia Herzegovina
Sahat Kula ou Torre do Relogio em Pocitelj - Bosnia Herzegovina
Sahat Kula ou Torre do Relogio em Pocitelj – Bosnia Herzegovina

 

2º PARADA: BLAGAJ  (chegada as 11h e saída as 12h)

Há 20 minutos de Mostar (12km) você pode fazer uma parada de uma hora para visitar o monastério Dervixe Blagaj Tekija do Sec XVI. Deixando o carro no estacionamento, caminhe por uns 15 minutos para chegar ao local.

E o Dervixe tekki foi construído escrustrado sobre rocha de 300 metros de altura, na própria nascente do rio Buna, originario do Rio Neretva, e preserva a sua arquitetura original.  É destinado para acolhimento espiritual, e serviu para estudo do Sufismo (uma vertente do Islamismo). Estando lá você pode conhecer o monastério e passear de barco, caso tenha tempo.

Dervixe Blagaj Tekija
Dervixe Blagaj Tekija

3º PARADA: MOSTAR (chegada às 12h30 e saída as 18h00)

Chegamos em Mostar, nosso destino final na Bosnia Herzegovina! Aqui destinamos toda a tarde para curtir o centro histórico da cidade. Ja na chegada o que nos chamou atenção eram prédios em ruinas e cheios de marcas de balas nas paredes, resquícios da guerra recente. Outro aspecto que chamou atenção era a importancia do turismo para a cidade que esta em ascensão. Todos os primeiros pavimentos dos imóveis abrigam lojas de decoração, artesanato, cafés e restaurantes.

Mostar foi um importante centro comercial e de transportes durante o Império Otomano, no séc. XVI. É um destino a ser descoberto, uma gema dos balcãns em lapidação e uma fotografia sobre o passado multicultural da Europa. Sua arquitetura é uma mistura do Imperio Otomano, Mediterrâneo e da Europa ocidental,  possuindo algumas mesquitas, igrejas e sinagogas que no mesmo espaço convivem em paz.

Marcas da Guerra em Mostar - Bosnia Herzegovina
Marcas da Guerra em Mostar – Bosnia Herzegovina

1) Chegamos quase 13h e a primeira parada foi para um almoço. Escolhemos o bem avaliado e localizado Sadrvan, restaurante Bósnio. Fica há 50 metros da Stari Most, O ambiente é bem lindo e os funcionarios usam roupas tipicas! O único encomodo (nos balcãs em geral) é que é permitido fumar dentro de ambientes fechados, inclusive restaurante, daí vocês imaginam, ne?! Pedimos, uma salada deliciosa com feta cheese e o “Nacional Plate” que vem com varias especialidades da culinaria bósnia, como falafel, kafta, Ćevapčići com Kajnak (um tipo de kebab). Estava ótimo e saiu por cerca de BAM49 – Marco Bósnio (menos de R$110 para duas pessoas).

Indicação de restaurante em Mostar - Sadrvan
Indicação de restaurante em Mostar – Sadrvan
Café Bosnio, bem forte! Bosanska Kafa em Mostar
Café Bosnio, bem forte! Bosanska Kafa em Mostar

2) Depois do Almoço descemos até o Rio Neretva para ver de baixo o maior simbolo da cidade, a Old Bridge. A água do Rio é verde esmeralda de cair o queixo. Diversos esportes são praticados por ali, naquelas aguas geladas e até mesmo saltos livre de 25 metros é realizado por homens corajosos do Mostar Diving Club que cobram meros 25€ de turistas curiosos pelo risco.

Rio Neretva e a Old Bridge de Mostar - Bosnia Herzegovina
Rio Neretva e a Old Bridge de Mostar – Bosnia Herzegovina
Rio Neretva e sua agua lindissima em Mostar - Bosnia Herzegovina
Rio Neretva e sua agua lindissima em Mostar – Bosnia Herzegovina

3) Subimos ate a Stari Most ou Old Bridge, toda de pedra e com uma arquitetura bem peculiar ela é considerada Patrimonio Mundial da Humanidade pela Unesco.

A ponte tinha 427 anos até protagonizar uma das cenas mais simbólicas da guerra da Bósnia, em 1993, quando foi destruída por bombardeios (veja aqui). Foi reconstruída em 2004 junto de outros prédios históricos tombados que ficaram em ruínas, a ponte voltou a ser ícone de Mostar e ligar as duas áreas da cidade, tornando-se simbolo de vitoria!

Old Bridge ou Stari Most - Mostar - Bosnia Herzegovina
Old Bridge ou Stari Most – Mostar – Bosnia Herzegovina
Old Bridge ou Stari Most - Mostar - Bosnia Herzegovina
Old Bridge ou Stari Most – Mostar – Bosnia Herzegovina
Old Bridge ou Stari Most - Mostar - Bosnia Herzegovina
Old Bridge ou Stari Most – Mostar – Bosnia Herzegovina

4) Passando a Ponte chegamos no Bazar da cidade, aquele que vende porcelanas, roupas, tapetes, bolsas, bijuterias, souverniers, comidas e bebidas mas que também comercializa artigos da guerra como balas, capacetes, cantil, uniformes, etc. Foi outro choque ver lojistas sobrevivendo de algo tão marcante e triste, mas conversando com um deles “foi a forma que encontraram para ganhar a vida e sair da pobreza que a guerra deixou” ele ainda complementou dizendo que “tem turista que nem quer comprar nada, pela historia que o objeto carrega, mas que compra para ajudar a população e acaba levando ou devolvendo a mercadoria”.

Bazar de Mostar - Bosnia Herzegovina
Bazar de Mostar – Bosnia Herzegovina
Bazar de Mostar - Bosnia Herzegovina
Bazar de Mostar – Bosnia Herzegovina

 

5) No final do Bazar, em uma entrada bem tímida escrita “Koski Mehmed- Pasina  Dzamija (1617), trata-se da entrada para a Mesquita Koski Mehmed Paša. Custa 6€ e você tem acesso à mesquita e ao miranete, que rende belissimas fotos da ponte e do Rio Neretva.  Ali tambem tem um belo visual, mesmo que você não tenha coragem de subir, assim como eu.

Koski Mehmed- Pasina  Dzamija (1617) - Mostar
Koski Mehmed- Pasina  Dzamija (1617) – Mostar
Koski Mehmed- Pasina  Dzamija (1617) - Mostar
Koski Mehmed- Pasina  Dzamija (1617) – Mostar

6) Depois de conhecer a Mesquita caminhamos por algumas ruas paralelas da principal e mais uma vez o choque com tiros nas casas e outras mesquitas. Voltamos para a rua de pedra principal e paramos para um cafézinho da tarde com uma vista lindissima da cidade antiga e descansamos. Atravessamos novamente a ponte e caminhamos até o outro lado da para admirar de outro angulo desta cidade linda!

cafezinho com o Rio Neretva e a Stari Most como vista - Mostar - Bosnia Herzegovina
cafezinho com o Rio Neretva e a Stari Most como vista – Mostar – Bosnia Herzegovina
DON'T FORGET '93 - Atravessando a Old Bridge ou Stari Most - Mostar - Bosnia Herzegovina
DON’T FORGET ’93 – Atravessando a Old Bridge ou Stari Most – Mostar – Bosnia Herzegovina
Old Bridge ou Stari Most - Mostar - Bosnia Herzegovina
Old Bridge ou Stari Most – Mostar – Bosnia Herzegovina

Final da tarde, pegamos o carro e dirigimos por 2 horas até SPLIT, na Croácia. Foi um dia intenso e inesquecível, cheio de historia e reflexão. Quem esta indo pra Croácia, não deixe de fora este lugar, você vai adorar!

Estrada de Mostar para Split, é otima!
Estrada de Mostar para Split, é otima!
Anúncios

7 comentários sobre “Um dia na Bósnia e Herzegovina. Roteiro de carro saindo de Dubrovnik, na Croácia para Mostar.

Deixe sugestões e/ou comentários :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s