Zagreb, a encantadora Capital da Croácia. Quanto tempo, onde se hospedar e o que fazer em Zagrebe?

Por Mariana Piana (do Sul)

O que você já ouviu falar sobre a Croácia? Garanto que tudo que envolve praias paradisíacas, festas, cidades muradas e Game Of Thrones. O que poucos sabem é que a Croácia tem uma das capitais mais lindas dos Balcãs Europeus.

Zagreb, foi uma linda e surpreendente cidade. Admito que antes de eu ir pra Croácia, incluir a capital no roteiro me deixou bastante em dúvida, mas depois de ter visitado, fiquei agradecida de não tê-la cortado da lista!

Mas o que Zagreb tem de tão especial? Primeiramente, é a cidade dos corações. Por todos os lados que você anda, terá alguns coraçõezinhos enfeitando a cidade e dando um ar de romance. Tudo isso pois primeiro: Zagreb fica no centro (coração) da Croácia. E segundo: pois no passado da capital existiam dois povos inimigos, o de Gradec e o de Kaptol que em 1850 decidiram unir forças e deixar as diferenças de lado, fortalecendo e desenvolvendo ainda mais rápido a cidade ❤ #auniãofazaforça

– Mas quanto tempo é necessário para visitar a cidade?

Apesar de Zagrebe ser uma capital, seu centro histórico é pequeno e um dia você consegue facilmente conhecer os principais pontos. Eu fiquei dois dias, mas com bastante folga de horários.

– O que visitar em Zagreb? Roteiro de um dia pelas 10 atrações turísticas mais importantes de Zagreb.

1) Começamos o dia visitando a “Ferradura Verde”, conjunto formado por três parques (Trg kralja Tomislava, Josipa Jurja Strossmayera e Zrinjevac). Lá você você encontra galerias de artes e edifícios históricos e tanto no inverno quando no verão a paisagem é lindíssima! Fomos durante a “Fera do Norte”, uma nevasca originaria da Sibéria que afetou diversos países da Europa, durante fevereiro/2018 e a nossa passagem por Zagreb ficou ainda mais especial e fria <3.

Ferradura Verde de Zagreb - formada pelos parques Trg kralja Tomislava, Josipa Jurja Strossmayera e Zrinjevac
Ferradura Verde de Zagreb – formada pelos parques Trg kralja Tomislava, Josipa Jurja Strossmayera e Zrinjevac
Ferradura Verde de Zagreb - formada pelos parques Trg kralja Tomislava, Josipa Jurja Strossmayera e Zrinjevac
Ferradura Verde de Zagreb – formada pelos parques Trg kralja Tomislava, Josipa Jurja Strossmayera e Zrinjevac

2) Dos parques, há menos de 200 metros você tem acesso a principal Praça da cidade, a Praça Ban Jelacic, que divide Zagreb entre cidade alta e cidade baixa. Nesta Praça, alguns pontos importantes, como:

– Centro de Informações Turísticas: Fica em uma das esquinas da Praça e é um excelente ponto de partida pela capital. Lá você pode pegar mapas, informações e ser muito bem atendido, por uma equipe de primeira! O Blog foi recebido por eles e em parceria com a Secretaria de Turismo de Zagreb (@zagrebtourist) recebeu um KIT lindo e cheio de carinho. No Kit continha inclusive o Zagreb Card (já fiz um post sobre ele porque realmente vale muito, muito a pena adquiri-lo ~ não é merchan, leiam o post aqui).

Fomos presenteados com o Zagreb Pass que é altamente recomendado por nós
Fomos presenteados com o Zagreb Pass que é altamente recomendado por nós

– Estatua de Ban Josip Jelačić (1801-1859), o principal herói nacional da Croácia. Foi destacado general do Império Austríaco, especialmente pelas suas campanhas militares durante as Revoluções de 1848 e pela sua intervenção na abolição da Croácia.

Estatua de Ban Josip Jelačić  na principal Praça de Zagreb
Estatua de Ban Josip Jelačić  na principal Praça de Zagreb

– Observatório 360º: Uma das atrações que mais adoramos na Capital foi curtir o Roof Top e Observatório Deck 360º de Zagreb. Você sobe no 16º andar do prédio e tem a vista 360º graus da cidade, com principais pontos: a Praça, a Cathedral, a cidade alta e baixa (Kaptol e Gradec) e as mais importantes, culturais e históricas estruturas como ruas, parques e monumentos. Fica aberto das 10h às 24h. Endereço: Ilica 1A, Praça Trg bana J. Jelačića , 16º andar. Custa 60 Kunas e com o Zagreb Card é gratuito para quantas vezes quiser (nós fomos de dia e de noite para ter duas experiências, olhem abaixo que lindo!)

Observatório Deck 360º de Zagreb de dia. Vale Muito a Pena!!!!
Observatório Deck 360º de Zagreb de dia. Vale Muito a Pena!!!!
Observatório Deck 360º de Zagreb à noite. Vale Muito a Pena!!!!
Observatório Deck 360º de Zagreb à noite. Vale Muito a Pena!!!!

3) Catedral de Zagreb: De um dos cantos da Praça, oposto ao observatório, você conseguira avistar duas torres bem altas. Se trata do edifício sacro mais alto da Croácia, medindo 105 metros de altura. A Catedral da Assunção da Virgem Maria também é dedicada à São Estevão e é do seculo 19. Já passou por diversas reformas, sempre no seu estilo Neogótico. Ela fica na Praça Kaptol onde também se pode observar a Colunata coroada com uma Estatua de Maria e quatro anjos, feita em 1850 e o Palácio do Arcebispo, que fica em uma antiga fortaleza, de 1469.

Catedral de Zagreb e a Praça Kaptol
Catedral de Zagreb e a Praça Kaptol

4) Dolac Market: Em frente à Catedral tem entrada para o principal Mercado da cidade, o Dolac. Datado de 1930 é estilo feira livre e conta com artesanato, frutas e verduras, queijos e laticínios feitos por produtores locais e de todo país. É uma boa pausa para ver a vida croata passar e também experimentar os famosos: Zagorje, um queijo estilo cottage/cream, os “mandarins” que é uma tangerina originaria do Vale do Neretva, os limões da Ilha de Vis, os azeites de oliva da região da Ístria e as cerejas de Zadar.

Em dias de sol, o mercado se enche de Guarda-sóis vermelhos, uma estampa típica da região de Zagreb. As mulheres da região que trabalham no Dolac vendendo queijos, ovos, pães e outros produtos caseiros são chamadas de “Kumica” e inclusive uma estátua em homenagem à elas e suas importantes contribuições está em uma das entradas do mercado.

As
As “Kumica”, os Guarda-Sóis e o Mercado Dolac de Zagreb
Dolac Market em Zagrebe
Dolac Market em Zagrebe
Dolac Market em Zagrebe
Dolac Market em Zagrebe

5) Rua Tkalciceva na Cidade Alta: Saindo do DOLAC pelo lado oposto que entrou, você sairá na rua mais charmosa e badalada da cidade. Por lá diversas lojas de suveniers, cafés (alias, Zagreb tem mais de 4.500 cafeterias o que daria uma cafeteria para cada 175 habitantes da capital e o que explica a paixão dos croatas pela bebida), bares e restaurantes.

Originalmente esta rua era um córrego, que dividia os povos de Gradec e Kaptol. Com a poluição do local, no sec 19, acabou sendo pavimentada e transformada em um grande destino para encontros de Zagreb. Repare na estatua de uma prostituta na janela, observando o movimento dos boêmios, isso porque no Séc 19 a região era conhecida como zona de bordeis. Caminhe por ela até o próximo ponto.

Rua Radiceva e Rua Tkalciceva vistas do Observatorio 360º
Rua Radiceva e Rua Tkalciceva vistas do Observatorio 360º

6) Portão de Pedra ou Stone Gate: É datado do século XIII e é o único portão ainda existente de cinco portões que faziam parte de Gradec, hoje cidade alta.  É uma grande igreja/capela a céu aberto. Uma passagem onde os fiéis que passam param para rezar para Maria que fica dentro de um portão com grades de ferro. Em 1731, um incêndio destruiu a maioria dos prédios da região, restando apenas uma pintura de Maria com Menino em seu colo. Vimos diversos pedestres parando para rezar e acender velas.

Antes de adentrar ao portão, a estátua de São Jorge esta imponente e fora do seu estado original, representando após a vitória de São Jorge sobre o dragão, que está derrotado aos pés do santo e seu cavalo.

Estatua de São Jorge - Zagrebe
Estatua de São Jorge – Zagrebe
Portão de Pedra ou Stone Gate - Zagreb
Portão de Pedra ou Stone Gate – Zagreb

7) Igreja de São Marcos ou St Mark’s Church: Entrando pelo Portão de Pedra siga reto até chegar na belíssima Igreja de São Marcos, o grande cartão postal e coração do poder croata. A Igreja tem o telhado de 1880 todo trabalhado, representando o brasão da Croácia do lado esquerdo e o de Zagreb do lado direito. O brasão de armas medieval da Croácia é composto por três partes que simbolizam as 3 províncias históricas: Croácia (branco e vermelho), Dalmácia (azul com marrom) e Eslovênia (área inferior).

A Igreja fica na Praça São Marcos ou Markov onde também estão instituições importantes do estado, como o Parlamento, o Governo, o Tribunal Constitucional e o Instituto de História Croata, conhecido pelo seu amplo salão dourado.  É uma região linda!

IMG_2606

IMG_E2857

8) Um pausa para almoçar? Esqueça todos os restaurantes que você procurou ou te indicaram em Zagreb. O que vou te indicar aqui foi sugestão de duas croatas que conhecemos em Zagreb e é bem menos turístico de qualquer outro que você tenha pesquisado. Tenho certeza que você vai amar, pois dos 8 dias que passamos na Croácia foi a nossa melhor escolha. Até hoje quando falo da KONOBA DIDOV SAN,Restaurante Croata, fico com água na boca! O ambiente é bem intimista e parece uma taberna. O atendimento direto dos proprietários é simples, mas bastante eficiente. A clientela são principalmente locais, a localização super fácil (pertinho da Igreja de São Marcos) e o preço super justo! Cada um provou uma sopa de entrada “Goveda Juha” e depois dois pratos, o “Punjene Vjesalice” (porco enrolado com queijo e bacon) e “Babina Tava” (frango em tiras com vegetais e batatas. Ambos com um tempero sem igual e realmente deliciosos e  para acompanhar duas cervejinhas local, de Zagreb, a “Dva Klasa”. Que almoço dos deuses!!! Custou: 130 Kunas (aproximad. R$75). End: Mletačka ulica, 11.

IMG_2656GWKO7479

9) Depois do almoço fomos caminhando pela cidade alta e nos deparamos com um dos museus mais inusitados que já conheci, o Museu dos Corações Partidos. E não é que, a cidade dos corações, abriga este museu que ficou mundialmente conhecido pela suas histórias de corações partidos? O Museum of Broken Relationships ou Brokenships é o museu mais popular da cidade e conta histórias de amor de vários lugares do mundo (inclusive do Brasil) que chegaram ao fim, sempre representados por algum objeto com relação ao casal. É bastante interessante, curioso e uma experiencia bem diferente. Lá dentro tem uma loja bem autentica, com artigos únicos e correlacionados e um cafezinho muito fofo, onde comemos um bolinho com café de sobremesa. Ah, e o melhor: aceita Zagreb Card ou se você não tiver, custa 40 Kunas. Verifique horário de funcionamento, mas geralmente é das 09 às 21h. Endereço: Cirilometodska, 2

IMG_2765

10) Saindo do museu, em menos de 100m estávamos no FUNICULAR. O “Azulzinho” tem mais de 120 anos (funciona desde 1893) e é um dos símbolos de Zagreb. Possui 50% de inclinação e conecta a cidade alta da cidade baixa. É Conhecido por ser o “Mais curto” funicular do mundo com apenas 66 metros de distância. A viagem de 40 segundos custa 4 Kunas e o Zagreb Card é aceito!

Em frente ao funicular (ainda na cidade alta) fica uma das torres medievais do Sec XVIII que permanecem intactas, a Lotrscak Tower. Alem desta existe somente mais uma, do outro lado da cidade alta, a Priest’s Tower. Ambas defendiam a cidade de invasores e já serviram de prisão e observatório. Na Lotrscak Tower, todos os dias ao meio dia uma pistola de 130 decibéis (bemmm alto) dispara avisando o horário e lembrando da lenda envolvendo a fortaleza perante as invasões turcas.

Descemos do funicular e desembarcamos na Ilica, a rua mais comprida da cidade e a principal de comércio da cidade. Por lá diversas lojas e bares divertem a população.

IMG_2147 (119)

Funicular de Zagreb
Funicular de Zagreb

– E se sobrar tempo?

Se tiver tempo e curiosidade sugiro pegar um táxi ou ônibus (incluso no Zagreb Pass) e ir até o Cemitério Mirogoj que impressiona por sua arquitetura diferente e super bonita! É datado de 1876, possui 28 mil m² e foi idealizado pelo arquiteto Hermann Bollé.  Figuras importantes estão enterradas lá, assim como um memorial dedicado aos mortos da Primeira Guerra Mundial. Endereço: Aleja Hermanna Bollea, 27

Outra sugestão é ir caminhando até o Teatro Nacional, lindíssimo e símbolo cultural da cidade. Pertinho fica também o Museu de Arqueologia com mais de meio milhão de itens de origem Croata e o Art Pavilion, uma estrutura enorme de ferro feita para exposições.

– Onde se hospedar em Zagreb?

Nosso Hostel Shappyestava há poucos metros da avenida principal, a Ilica (conforme mapa abaixo). Inclusive super indico o pra quem quer economizar! É super limpo, equipe ótima e tem quartos individuais e/ou coletivos.  

A figura abaixo é a região que recomendo ficar. Entre a região dos parques até próximo da Praça Ban Jelacic é a melhor área para se hospedar. Consegue-se fazer tudo andando pelo centro histórico da cidade. Só fique atento que algumas ruas não tem acesso à carro  (área rosa do mapa).

hosped

Esta indo pra Croacia? Não deixe de incluir a capital, você vai amar!!!!

Anúncios

Deixe sugestões e/ou comentários :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s