Roteiro de 2 dias em Santiago do Chile

Por Mariana Piana

DIA 1: 

Este dia foi desbravando o centro da capital Chilena. Começando pelo:

A – Palácio de La Moneda (Metro La Moneda): É a sede da Presidência Chilena , que foi bombardeado em 1973 pelas forças golpistas de Pinochet.

O grande apelo da praça está na estátua ao presidente deposto Salvador Allende, bem ali, ao lado do palácio em que se suicidou (quando estava cercado por militares no golpe realizado em 11 de setembro de 1973). Ele governou o país entre 1970 e 1973, tornando-se o primeiro político socialista eleito democraticamente na América Latina. No golpe contra Allende, o então general do Exército, Augusto Pinochet (1915-2006), liderou uma tropa de tanques e aviões militares que jogaram bombas e tiros de canhão contra o palácio presidencial. Pinochet assumiu a presidência no lugar de Allende, ficando no poder entre 1973 e 1990.

Estátua ao presidente deposto Salvador Allende - Santiago / Chile
Estátua ao presidente deposto Salvador Allende – Santiago / Chile

Mas outro “tchan” do lugar é a troca da guarda, que ocorre dia sim, dia não na Plaza Constitución desde 1851 e dura em média 40 minutos. Acontece, às 10 horas durante a semana e às 11 horas nos finais de semana e feriados. (Verifique no site oficial as datas que estarão acontecendo durante a sua viagem).

Para visitar o Palácio de La Moneda, precisa ser feito agendamento, preferencialmente em torno de uma semana antes da data, já que as vagas disponíveis são sempre preenchidas muito rapidamente. Para fazê-lo é só acessar o site e preencher o formulário

Troca da Guarda - La Moneda - Santiago / Chile
Troca da Guarda – La Moneda – Santiago / Chile

Pertinho da La Moneda fica a Confiteria Torres, o Café mais tradicional, clássico e Autentico de Santiago. Desde 1987 é sede dos lançamentos e iniciativas culturais mais importantes do Chile. O lugar é tipo a Confeitaria Colombo do Rio de Janeiro ou o Café Tortoni de Buenos Aires. Endereços: Av. Alameda 1570 –  reservas@confiteriatorres.cl

B – Paseo Ahumada: É a principal rua de comércio do centro de Santiago.  Vamos andar nela desde o Palácio até o Mercado Público. Ao longo desta rua há diversas lojas de departamento famosas na capital, como a Ripley e a Falabella.

Atenção: uma das ruas que atravessam a Ahumada é a Rua Agustinas, um lugar super indicado para compra de pesos. Fique atento que existem diversos locais de cambio com diferentes valores para compra e eles estão a todo momento atualizando as cotações.

Paseo Ahumada - Santiago - Chile
Paseo Ahumada – Santiago – Chile

C – Plaza de Armas: A principal Praça de Santiago, considerada o marco zero da cidade,  e o cartão postal da capital chilena. Foi nesta praça quem em 1541, o conquistador espanhol Pedro de Valdívia fundou a cidade de Santiago. Originalmente ela chamava-se Plaza Mayor, mas foi rebatizada pelos índios para Plaza das Armar. A praça possui muitos contrastes, diversas monumentos e curiosidades, como o chão da praça. Quando estiver lá, perceba que existem alguns mapas antigos da cidade espalhados pelo chão.

A Plaza das Armas é rodeada por diversas construções históricas, como a Catedral, o prédio dos Correios, o Museu Histórico Nacional e o Museu de Arte Pré-colombiano. Sob a praça está à estação de metrô Plaza de Armas – L5.

Plaza de las Armas - Santiago - Chile
Plaza de las Armas – Santiago – Chile
Plaza de las Armas - Santiago - Chile
Plaza de las Armas – Santiago – Chile

D- Catedral Metropolitana de 1748. É a quinta edificação feita no local pois já existiram outras quatro igrejas, que foram derrubadas por índios ou por fortes terremotos que aconteceram na cidade. A catedral possui uma riqueza de detalhes difícil sem igual e quando você adentra, uma grande surpresa de espantar, seja no vão central ou nas naves laterais. Lustres, vitrais, objetos e muitos santos são observados, como a principal, a Santa Tereza dos Andes, beatificada pelo Papa João Paulo II, no dia 3 de abril de 1987, em Santiago do Chile. Foi canonizada pelo mesmo Papa João Paulo II, na Basílica de São Pedro, no dia 21 de março de 1993.

Santa Tereza dos Andes - Catedral de Santiago / Chile
Santa Tereza dos Andes – Catedral de Santiago / Chile
Plaza das Armas e sua imponente Catedral - Santiago / Chile
Plaza das Armas e sua imponente Catedral – Santiago / Chile

E– Museu Chileno de Arte Pré – Colombiana: Digo que é o melhor museu da cidade, dos que conheci.  Diversos itens dos povos astecas, incas e maias, como esculturas, cerâmicas, pinturas e outros objetos estão entre as peças do acervo. Há ainda uma grande coleção de múmias chincorro que pertencem a um antigo povoado que habitava o norte do Chile e sul do Peru. Abre de 3ª à domingo das 10h às 18h. A entrada custa 4.500 pesos | R$23.

F – Mercado Central: vá para almoçar ou para testemunhar o inacreditável assédio dos garçons e a diversidade (em vários sentidos). Ele está localizado na Cale San Pablo 967, próximo à estação de metrô Puente Cal y Canto – L2. Barracas de frutas, verduras, frios, ervas, bebidas, empanadas e peixarias, claro. Abre de segunda a domingo. Ahhh e se optar por um almoço, as famosas centollas (carangejo gigante) é prato principal por lá.

G – Cerro Santa Lucia: O ultimo destino do dia foi o parque de onde se tem uma visão complementar da cidade (mas não tão alta quanto a do San Cristóbal). O Cerro Santa Lucía está localizado próximo à estação de metrô Santa Lucía – L1. Por lá observe: Terraza Neptno, Jardim Japonês e o Castillo e Mirante Hidalgo de 1816.

Cerro Santa Lúcia - Santiago do Chile
Cerro Santa Lúcia – Santiago do Chile

H – A noite fomos jantar em um ótimo restaurante para comemorar nosso dia dos Namorados! O Restaurante Nolita  (abreviação de “North of little Italy”  um bairro  de Nova York) tem um ambiente lindo e uma comida deliciosa com destaque para os risotos, massas e frutos do mar. Endereço: Isidora Goyenechea, 3456, Las Condes.

Restaurante Nolita - Santiago do Chile
Restaurante Nolita – Santiago do Chile

DIA 2:

No Segundo dia na Capital começamos conhecendo um dos grandes destinos turísticos da Capital:

A – La Chascona (Metro Baquedano): uma das três casas-museu do poeta Pablo Neruda.   É importante fazer um agendamento prévio da visita através de um formulário no site oficial do museu para garantir sua vaga, pois em determinadas épocas o museu fica muito cheio e pode ser difícil encontrar disponibilidade.

A casa La Chascona foi construída em 1953 para sua amante Matilde, que tinha o apelido de Chascona (descabelada) por causa de seus cabelos ruivos grandes e bagunçados. Neruda faleceu em 1973 e Matilde continuou morando na casa até sua morte em 1985. Para ler mais sobre Chascona, clique aqui para saber mais sobre La Chascona.

La Chascona em Santiago- Circuito Casas-Museus de Pablo Neruda
La Chascona em Santiago- Circuito Casas-Museus de Pablo Neruda
La Chascona em Santiago- Circuito Casas Museus de Pablo Neruda - Nesta sala que Pablo foi velado.
La Chascona em Santiago- Circuito Casas Museus de Pablo Neruda – Nesta sala que Pablo foi velado.

B – Parque Metropolitado de Santiago onde esta o Cerro San Cristóbal e o Zoológico: De onde se tem a vista mais bonita para a parte moderna de Santiago (com as montanhas ao fundo). Duas formas para subir: O funicular, que é de 1925 e o teleférico. Se estiver na La Chascona, pegue o funicular e na Estação Cumbre o teleférico.

Lá no alto existem algumas lojinhas e lanchonetes, além de um grande mirante que proporciona uma visão panorâmica de boa parte da cidade de Santiago. Existe também o Santuário da Imaculada Conceição (Santuario de la Inmaculada Concepción) que é  considerado um dos principais templos da igreja católica do Chile, onde o Papa João Paulo II esteve em 1987. E por último tem a imagem da Virgem Imaculada Conceição, abençoando a cidade de Santiago. Ela tem 14 metros de altura. Foi fabricada em Paris e pesa mais de 36 toneladas. Sua altura sobre o nível do mar é de 863 metros.

C – Bairro Bela Vista: Esse bairro é uma graça. Com ar de Vila Madalena de Sampa com Lapa do Rio é uma mistura de arte com musica e barzinhos animados. Rendem boas fotos e boas caminhadas.

D – Museu de Arte Contemporânea:  Coladinho com Belavista esta o MAC. Localizado num edifício antigo  e muito imponente junto ao Parque Florestal, esquina das ruas Ismael Valdés Vergara e José Miguel de La Barra,  próximo à estação de metrô Bellas Artes – L5.

O MAC foi criado em 1947 e possui duas instalações, o MAC Parque Forestal (junto ao Museo Nacional de Bellas Artes) e o MAC Quinta Normal. Especializado em arte moderna e contemporânea o museu possui mais de 2 mil pinturas, esculturas, fotos e demais obras de artes em seu acervo. E quando estiver lá conheça o Café del Mac com opções para celíacos.

E – Museu de Bellas Artes. Do MAC para este museu existe uma passagem interna atraves de um corredor. Este museu foi fundado em 1880, mas foi em 1910 que mudou as suas instalações para o Palácio de Bellas Artes. Abriga obras tanto de artistas chilenos quanto de artistas estrangeiros.  Possui uma cúpula de vidro no hall central com um domo de 115.000 kgs e 2.400 peças de vidro e declarado patrimônio nacional do Chile desde 1976.

cúpula de vidro - Museu de Belas Artes - Santiago
cúpula de vidro – Museu de Belas Artes – Santiago

F- Uma ótima opção para finalizar o dia, lá pelas 17h, é conhecer o prédio mais alto da América Latina, o Gran Torre Santiago. Este prédio faz parte do complexo Costanera com 1 shopping, 1 supermercado (ótimo por sinal – Jumbo), 2 hotéis, 2 torres de escritório e um mirante inaugurado em 2015 chamado Sky Costanera que foi instalado no 61º e 62º andares, dando uma vista de 360º da capital com possibilidade (dependendo da visibilidade) de ver os Andes e um lindo pôr-do-sol. Os ingressos possuem os melhores preços de segunda a quinta: 5mil pesos (aproximadamente R$26,00 em maio/2017). Funcionamento de Segunda a Domingo: de 10 às 22 horas.  Para chegar: metrô – linha 1 – Estação Tobalaba.

A dica para um excelente jantar neste dia é o Restaurante Costamìa Restaurante Aquarium, uma restaurante de frutos do mar divino (um dos melhores da viagem, sem duvidas) que fica dentro do Costanera Center, no andar dos restaurantes. O ambiente é surreal de lindo!

Costamía - Costanera Center - Santiago - Chile
Costamía – Costanera Center – Santiago – Chile
O delicioso Ceviche - Costamía - Costanera Center - Santiago - Chile
O delicioso Ceviche – Costamía – Costanera Center – Santiago – Chile

                                                                                                                                   

 

 

Anúncios

4 comentários sobre “Roteiro de 2 dias em Santiago do Chile

  1. Olá, vou para o Chile em julho com meu marido e dois filhos…queria saber o contato do transfer que você mencionou no post…e você acha que vale a pena ir em julho para Vina Del Mar e Val Paraíso…dado o frio?

    Curtir

Deixe sugestões e/ou comentários :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s