Quais vinícolas conhecer no Chile? Três vinícolas próximas de Santiago para conhecer e se apaixonar.

Por Mariana Piana (do Sul)

Toda visita à Santiago que se preze possui no roteiro a visita à algumas vinícolas da região. Estive lá recentemente (Junho/2017) e deixo aqui minha opinião quanto às três vinícolas que visitei e o porque escolhi essas três para visitar.

Vamos ao que interessa, Salud:

1Viña Emiliana. Muito além de bons vinhos!

Antes da minha viagem ao Chile, esta vinícola já estava nos meus planos há muito tempo e certamente era a única garantida da lista. O que mais chama atenção nesta vinícola é sua filosofia orgânica e biodinâmica, que respeita a natureza, suas energias, as pessoas e a comunidade ao seu redor. Todo seu processo é com 100% de produtos naturais, sem uso de fertilizantes e possui uma certificação desde 2001 de proteção de meio ambiente através da ISO 14.001.O resultado? Vinhos ótimos, um local lindo, funcionários atenciosos, cheio de natureza viva e diferente de todas as vinícolas que você já viu. Além é claro de ter sido eleita em 2015 a vinícola do ano pela Wines of Chile, associação responsável por divulgar os vinhos chilenos no mercado mundial.

Pontos Positivos:  São muitos… Primeiro é a qualidade do atendimento dos funcionários, principalmente do nosso guia que explicou com muito muito domínio todo o processo e cultivo de vinhedos. Segundo, é que toda a experiência da visita guiada é uma aula maravilhosa. Como a vinícola é orgânica e todo o processo é feito sem agrotóxicos, o guia explica o que a ciclo lunares, plantas, ervas, insetos e animais (como alpacas e galinhas de Angola) podem fazer para substituir o processo “padrão” em uma vinícola. Outro ponto positivo é a quantidade limitada de pessoas permitida por turma, o que torna o tour/aula e  a degustação mais exclusiva e intimista.

Ponto Negativo: A Emiliana faz parte do grupo Concha y Toro. Na propriedade do Valle de Casablanca eles plantam as uvas, fazem a colheita e transformam em suco. Após estas etapas enviam para a produção da Concha y Toro fazer a produção em alta escala na fábrica. Portanto, para quem quer ver o processo fabril e em barricas, esta não é uma visita recomendada. Os tours da Emiliana são mais caros que a maioria das vinícolas da região (mas eu pagaria mil vezes) e você não ganha uma taça de brinde, após a degustação, o que em várias outras vinícolas é feito.

Informações úteis: 

  • A vinícola Emiliana tem vários tipos de tours, chique aqui.
  • Faça a reserva antecipadamente pelo email: wineshop@emiliana.cl ou pelos telefones: +56 (2) 2353 9151 ou +56 (9) 93274019
  • Endereço: Ruta 68, km 60,7, Casablanca, Chile (60 km de Santiago).
  • Para quem esta indo para o litoral (Viña del Mar e Valparaíso) é uma excelente parada, pois fica no meio do caminho entre Santiago e o Litoral, no Valle de Casablanca.

Viña Emiliana - Valle de Casablanca
Viña Emiliana – Valle de Casablanca

Viña Emiliana - Valle de Casablanca
Viña Emiliana – Valle de Casablanca

Viña Emiliana - Valle de Casablanca
Viña Emiliana – Valle de Casablanca

Viña Emiliana - Valle de Casablanca
Viña Emiliana – Valle de Casablanca

Viña Emiliana - Valle de Casablanca
Viña Emiliana – Valle de Casablanca

As Alpacas da Viña Emiliana - Valle de Casablanca
As Alpacas da Viña Emiliana – Valle de Casablanca

Viña Emiliana - Valle de Casablanca
Viña Emiliana – Valle de Casablanca

Degustação na Viña Emiliana - Valle de Casablanca
Degustação na Viña Emiliana – Valle de Casablanca

Degustação na Viña Emiliana - Valle de Casablanca
Degustação na Viña Emiliana – Valle de Casablanca
 

2

Viña Santa Rita, e sua linda história com o Chile!

Outra Vinícola que me chamou atenção por cinco motivos quando eu estava pesquisando as Viñas do Chile. Primeiro porque os vinhos desta vinícola são bastante conhecidos no Brasil, segundo pois a casa centenária foi de grande importância histórica para a Independência Chilena. A viúva Paula Jaraquemada, durante a guerra, abrigou 120 soldados foragidos, feridos e doentes. Doña Paula escondeu os soldados no subsolo do casarão, onde hoje ficam armazenados os barris de carvalho com vinho e os visitantes fazem as degustações, inclusive do Rótulo “120”, que faz a homenagem aos 120 soldados salvos pela corajosa Paula  que enfrentou os espanhóis para salvá-los.

O terceiro motivo foi porque foi nesta Viña que o Carmenere foi “redescoberto”. Em 1860 a peste da filoxera atacou os vinhedos da França o que tornou extinta este tipo de casta. Em 1994 o Francês, Jean Boursiquot, visitou a Viña Carmen (do grupo da Santa Rita) e descobriu que aquelas uvas ao contrario do que pensavam não eram Merlot e sim as amadas Carmenere. E em 1996 foi engarrafada pela primeira vez um Carmenere produzido no Chile.

O quarto motivo é que nesta Vinã fica a Bodega Cal y Canto, de 1880. Durante o tour passamos por ela, que é considerada desde 1972 um Patrimônio Cultural do Chile, pela antiguidade do prédio e pela arquitetura, típicos do estilo francês

E por último, o quinto motivo: O Restaurante que fica dentro da Viña, chamado de Doña Paula foi um dos melhores que experimentamos em Santiago e declarado Monumento Nacional do Chile. Literalmente uma delícia! O ambiente de fazenda do interior, o atendimento ótimo e a gastronomia fecharam com chave de ouro nossa experiência por lá! OBS: Não deixe de provar a Torta Três Leches, simplesmente a melhor torta que já comi na vida toda!!!

Pontos Positivos: Você pode conhecer todo o processo fabril, desde a colheira até o envase do Vinho. Além dos Vinhos você pode conhecer o restaurante Doña Paula, o Café La Pañaderia, os jardins da fazenda inspirados na cultura francesa e inglesa e o Museu Andino que possui mais de 1800 peças da cultura chilena desde o século XIX.  Você pode optar por fazer um picnic ou até um tour de bike! Ah, e você ganha uma taça de vinho linda! ❤

Ponto Negativo: As turmas são bem grandes. No nosso tour tinham aproximadamente 40 pessoas. 

Informações úteis: 

  • A Viña Santa Tita tem vários tipos de tours, clique aqui.
  • Faça a reserva antecipadamente pelo email: reservastour@santarita.cl
  • Endereço: Apoquindo 3669, floor 6, Las Condes, Santiago.

Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Viña Santa Rita – Valle del Maipo

Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Viña Santa Rita – Valle del Maipo

Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Viña Santa Rita – Valle del Maipo

Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Viña Santa Rita – Valle del Maipo

Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Viña Santa Rita – Valle del Maipo

Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Viña Santa Rita – Valle del Maipo

Bodega Cal y Canto, de 1880 - Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Bodega Cal y Canto, de 1880 – Viña Santa Rita – Valle del Maipo

Bodega Cal y Canto, de 1880 - Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Bodega Cal y Canto, de 1880 – Viña Santa Rita – Valle del Maipo

Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Viña Santa Rita – Valle del Maipo

Degustação na Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Degustação na Viña Santa Rita – Valle del Maipo

Restaurante Doña Paula - Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Restaurante Doña Paula – Viña Santa Rita – Valle del Maipo

Restaurante Doña Paula -  Viña Santa Rita - Valle del Maipo
Restaurante Doña Paula e sua torta Três Leches – Viña Santa Rita – Valle del Maipo
3

Viña Concha Y Toro, e a famosa lenda…

A Concha y Toro é a maior do Chile e a segunda maior do mundo. Foi fundada em 1883 e possui 3500 funcionários. É a mais conhecida pelos brasileiros, com tours há cada 10 minutos, mas pra mim foi a vinícola mais “fraquinha” das três que visitei.

Achei todo o tour muito mecânico. Desde a recepção do guia (que era brasileiro), até as degustações e a caminhada pela propriedade. Bem pouco intimista, o guia tinha poucas interações com o público e as falas prontas sobre todo o processo e história da marca. Achei mais uma grande sacada de marketing e “pega para turista” do que um passeio por uma vinícola conceituada.

O Tour dura 1 hora e além de conhecer toda a historia de vinícola, você passa pela Residência de Verão, onde o Papa João Paulo já esteve, os vinhedos, os jardins e as adegas, uma delas e  mais famosa: Casillero del Diablo que consta com uma apresentação sobre a sua lenda.

Pontos Positivos: A Concha y Toro está situada no Valle del Maipo, mais precisamente em Pirque, que fica nos arredores de Santiago e de fácil acesso. As parreiras são muito bonitas (afinal a natureza nunca decepciona), mas é preciso ir na época certa, no inverno, época que fui as plantas ainda não tinham florescido. Ahhh e eles te dão uma taça, assim como na Vinã Santa Rita.

Ponto Negativo:  O foco do tour é bem comercial, se você está procurando algo mais exclusivo, intimista e acolhedor,  procure por vinícolas e menores e menos “famosas”.  Na propriedade do Valle del Maipo eles plantam as uvas e fazem a colheita mas não fazem a produção do vinho (tanques ou etapas da produção e engarrafamento).

Informações úteis: 

  • A vinícola Concha Y Toro tem vários tipos de tours, clique aqui.
  • Faça a reserva antecipadamente pelo email: reserva@conchaytoro.cl ou reserva1@conchaytoro.cl  pelos telefones:  (+562) 2476 5680 – 2476 5334 – 2476 5269
  • Endereço: Av. Virginia Subercaseaux 210, Pirque, Región Metropolitana, Chile

Vinã Concha Y Toro -  Valle del Maipo
Vinã Concha Y Toro – Valle del Maipo

Vinã Concha Y Toro - Valle del Maipo
Vinã Concha Y Toro – Valle del Maipo

Vinã Concha Y Toro -  Valle del Maipo
Vinã Concha Y Toro – Valle del Maipo

Vinã Concha Y Toro - Valle del Maipo
Vinã Concha Y Toro – Valle del Maipo

Vinã Concha Y Toro - Valle del Maipo
Vinã Concha Y Toro – Valle del Maipo

Vinã Concha Y Toro - Valle del Maipo
Vinã Concha Y Toro – Valle del Maipo

Degustação Vinã Concha Y Toro -  Valle del Maipo
Degustação Vinã Concha Y Toro – Valle del Maipo

Degustação Vinã Concha Y Toro -  Valle del Maipo
Degustação Vinã Concha Y Toro – Valle del Maipo
Vinã Concha Y Toro -  Valle del Maipo

E você? Já visitou essas vinícolas? Qual a sua opinião? Beijosss!!!

Anúncios

4 comentários sobre “Quais vinícolas conhecer no Chile? Três vinícolas próximas de Santiago para conhecer e se apaixonar.

  1. Show de fotos e sucinta esplanacao da visitação nas vinícolas
    Há muitos e muitos anos tbm estive no Concha y toro e tbm achei c/ falta de calor humano na visitação
    Super comercial, mas super organizado tbm
    Parabéns

    Curtido por 1 pessoa

Deixe sugestões e/ou comentários :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s