Uma viagem pela Costa do Pacífico (EUA) – Parte I

 

sfc
Ponte Golden Gate, Sao Francisco (Foto: pexels.com)

Por Ani Góes*

“…if you’re going to San Francisco…” 🎵🎵🎵

Vou falar da minha recente viagem aos States, mais precisamente o lindo estado da Califórnia, uma pequena passagem por Las Vegas, no estado de Nevada, com uma esticadinha até o Grand Canyon, no Arizona.

Confesso que, quando me convidaram eu não conhecia a fama desse trecho da costa do Pacífico (alienada né), mas quando pesquisei, me apaixonei por tudo que li. A partir daí eu queria ver tudo ao vivo e fazer coisas tipicamente americanas e meu “parça” queria pegar um carro e ir conhecendo conforme o que a mente ditasse, quase um mochilão. Mas isso não ia dar muito certo, pois, nossa viagem seria durante o verão, que é alta temporada e consequentemente os locais lotam e os preços sobem. Então, concordamos em ter hotéis reservados (para passar a noite) e durante o dia iríamos tocar a vida, “sem neura”.

Dividi o texto em 3 partes pra não ficar cansativo ler tudo de uma única vez. Ah, e eu vou falar por cima, porque não sei dar dicas detalhadas. Tudo que fizemos foi mais a nossa cara, acho legal cada um bolar a sua própria viagem de acordo com seus próprios gostos, concorda? 😉

Pra começar, o primeiro desafio foi encaixar muitos lugares em 13 dias. Procurei ajuda da Rafa (@guestrelationsca), uma amiga que mora lá, manja desse território e trabalha com isso. Montamos um roteiro onde fomos priorizando o que era legal de ver e o que era imperdível. Depois partimos para as reservas dos hotéis, que fizemos pelo Booking mesmo, super garimpando promoções que se encaixavam nos nossos objetivos. E aí então, arrumamos as malas e partimos para o “California Dreaming”!

Os três primeiros dias foram em São Francisco, que hoje se eu pudesse, tinha aumentado para mais, mas na época não fazia ideia de que poderia amar tanto. Climinha frio, com muito vento e cerração, uma cidade apaixonante e com uma galera bem aberta aos turistas. Não vimos tudo que tinha para ver, porque queríamos fazer menos coisas “turísticas” e mais coisas típicas de lá. A cidade é linda! Vale a pena andar a pé, de bondinho, de ônibus ou de trem. O transporte coletivo é show! Compre um passaporte de transporte público por vários dias e rode a cidade inteira. Não existem cobradores nos ônibus, mas fica a consciência de que ir sem pagar não é o certo né?!

PicCollage

No primeiro dia em São Francisco, pegamos o bondinho e saímos andando por tudo até chegar na Lombard St., que é um rua em “zigue-zague” fofíssima. Ficamos andando pela vizinhança cheia de sobradinhos vitorianos, lindos, que fazem você gastar toda a bateria do celular por que as fotos não param. Fomos no sentido do Fisherman’s Wharf (cais dos pescadores/ bairro turístico em São Francisco) mas ficamos mais perto da região da Golden Gate Bridge. Almoçamos no famoso Buena Vista (se não tiver mesa vazia, pode sentar com outras pessoas mesmo, sem medo de ser feliz e peça um Irish Coffee – dos deuses – que vai fazer você entender porque o recinto é tão famoso entre turistas e nativos). Dali alugamos uma bike e fomos andar rumo à Sausalito. Não se preocupe em se perder pelo caminho, as pessoas que disponibilizam as bikes para aluguel orientam tuuuuudoooo.

A ponte é lindona em fotos e mais ainda ao vivo, mesmo com cerração vale a pena conhecer. Aliás, por causa disso, recomendo fazer esse passeio pela parte da tarde, mas se prepare para o vento gelado rsrsrs. Sausalito é uma cidadezinha do outro lado da ponte, super charmosa e sempre ensolarada, feita pra você sentar e tomar um chocolate quente ou um café ou até uma taça de vinho. Demos umas voltinhas e não seguimos para a próxima cidadezinha, Tiburón, por pura preguiça, mas sugiro que se tiver disposto, vá sim. Ali você pode pegar um ferry-boat e voltar com sua bike pra São Francisco. Caso decida por pegar o ferry-boat,  não esqueça de perguntar sobre o destino: você pode desembarcar em um dos píers mais perto de onde você alugou a bike ou em algum local distante como o porto (exatamente o que aconteceu com a gente, fomos parar lá longe e tivemos que pedalar horrores pra voltar kkkkkkkk).

Segundo dia: dia de passeios agendados! Bem cedo fomos para o píer para embarcar no barco para as ilhas de Alcatraz. Compre sua passagem antecipadamente, comprar na hora/dia do embarque é bem complicado porque os ingressos online e físicos, esgotam rapidamente.  A primeira parada é na Angel’s Island, onde se conhece um pouco da história dos povos que migraram para os EUA. Almoce ali mesmo no Coffee Shop uma comidinha saudável, que dali o rumo é Alcatraz, uma ilhazinha que sediou por muitos anos uma base militar e o famoso presídio de mesmo nome que recebeu alguns presos famosos (como Al Capone) e virou assunto de filmes “hollydianos”. Nesta ilha você anda livremente sem guias turísticos,  ouve muitas histórias legais, mas o que mais gostamos foi que, de lá, se tem a vista mais linda de São Francisco. Quando retornamos para o píer, fomos passear pelo Fisherman’s Wharf. Este lugar possui muitas opções para comer, beber, comprar souvenires baratos e… o mais legal e meu preferido, píer 39: Lotado de lojinhas, restaurantes e atrações. Vale muito a ida, um alto astral imenso, amamos!

PicCollage (1)

PicCollage 3

No terceiro dia em São Francisco, pegamos um ônibus pertinho do hotel rumo ao outro lado da cidade, fomos desvendar o famoso Golden Gate Park. Vá bem alimentado (um super café da manhã), compre uma garrafa d’água, alugue uma bike, pegue um mapinha e adentre o parque sem hora para voltar. Recomendamos reservar um dia só pra isso, porque tem muita coisa bonita lá dentro: Shakespeare GardenJapanese Tea Garden (meu favorito), outros jardins lindos,  conservatório de flores, vários lagos, trilhas, moinhos de vento gigantes, árvores lindas e raras e uma ilha com um “senhor morro” para subir, mas garanto que vale muito a pena. Lá de cima se tem uma vista panorâmica da cidade e suas ladeiras, do mar e da baía. Almoçamos por ali mesmo e voltamos a pedalar rumo o outro extremo do parque e enfim: o mar. Ah! Se puder, ande pela avenida em frente ao parque, ela é cheia de lojas estilo hippie e cafés. Na volta, em frente à entrada do parque aonde alugamos as bikes, tem um Whole Foods (famosa rede de supermercados norte-americanos), ali compramos algumas coisas para pegar a estrada rumo a Los Angeles, porque nossos dias em São Francisco infelizmente tinham acabado.

Notinhas da Ani:

  1. São Francisco tem uma das maiores comunidades chinesas do mundo e por isso, existe uma imensa China Town (bairro). Não conseguimos visitar por que tínhamos outros planos, mas fica a sugestão!
  2. Recomendo ficar no bairro da Union Square, pertinho de vários pontos de ônibus, bondinho e lojas legais, além de bares e restaurantes. Nosso hotel, que foi o Adante Hotel, era a duas quadras da Avis (aonde alugamos o nosso carro). Recomendo esta hospedagem. Não é um hotel luxuoso mas é bom para descansar;
  3. Como em todo lugar turístico, tudo é pago. Já vá com isso em mente para não se assustar com os preços.

PicCollage 4

PicCollage 5

Confira a continuação desta viagem, Parte II clicando aqui!

Anúncios

2 comentários sobre “Uma viagem pela Costa do Pacífico (EUA) – Parte I

Deixe sugestões e/ou comentários :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s